Você é light, raio, star e luar.

“You’re my yes and never my no. When she’s so crazy, she kiss me in the mouth and…”. A melodia não me é estranha. Com um esforço, abro os olhos e sinto que estou deitado em algo fofo. Forço a vista e percebo que estou mergulhado em centenas de calcinhas. Wando está no violão e ao seu lado Whtiney Houston cantarola sua mais famosa canção: “my iáiá, my iôiô.” Tento me desvencilhar das lingeries em volta. Atrevida, Malícia, Panterona,  Baratinha de Friburgo. Estou no purgatório dos nomes, penso. Fico de pé e caminho com uma Doce Delírio pink com fenda presa na canela. Vislumbro a cena por inteiro. Estou numa espécie de barco das almas sem o Woody Allen filmando.

Tento em vão descobrir como fui parar ali. Eu jurava que a maldição era da letra W. Na minha lógica, a Morte estava fazendo uma espécie de jogo. Um “stop” macabro. Agora, letra W: e com uma foice, ela ceifava os nomes da lista. Logo, eu não deveria estar ali. E sim, o Wilson Sideral, o will.i.am. , o Whitesnake, o Weezer, o Woody Harrelson, o Wolf Maya ou o cabelo do Wolf Maya. Ledo engano. Ao invés da Winona Ryder furtando uns acepipes para saborearmos no caminho do túnel de luz, cá estou eu com o Wando e a Whitney. Não é exatamente a trilha que eu esperava para o meu fim.

Abro uma lata de pêssego em calda e me entrego ao balanço. É a minha imaginação ou tem um espelho no teto desse barco? Deixa para lá. Me aconchego no colchão de água e abro o jogo com os dois. Nem morto escutaria um disco inteiro deles. Tarde demais, me diz com lábios pré-preenchimento, o obsceno Wando. Faço um discurso pomposo culpando a Whitney por toda uma geração de cantores que esticam as notas em firulas intermináveis. Por todos os candidatos do American Idol que gritam. Pelo trauma de ver o Guarda-Costas dublado. E o que ela me diz? And I will always love youuuuuuu… Porra, Whitney essa era o outro motivo.

Do nada, estou na tenda dos prazeres. Wando me oferece uma maçã. Recuso. Só como a da Turma da Mônica. Reforço mais uma vez que nunca gostei de nenhuma de suas canções. Que podia o Donny Hathaway cantar, o Stevie Wonder, a Aretha Franklyn que eu não mudaria a opinião. Climão no ar. Senti que peguei pesado e alivio comentando que ele virou um gênio. Palavra cada vez mais banalizada essa. Compôs Rebolation? Gênio. Juntou duas vogais e fez um refrão? Gênio. Tudo é gênio, basta uma olhada no twitter. Eis que Wando me olha e recita poeticamente: um amor quando se vai, deixa a marca da paixão feito cio de uma loba. Não entendo a metáfora, mas penso que podia ser um peixe para em seu límpido aquário mergulhar. Fazer borbulhas de amor para te encantar não é Wando. Ele é maior que isso.

A embarcação segue no swing, no clima de motel flutuante. Finjo que estou em um desses karaokês moderninhos repletos de hipsters e curto. Desisto de procurar o barco da Etta James. Me entrego aos pêssegos, abraço uma boneca inflável e escuto Wando cantando Moça, agora na versão “Young woman” para a Whitney. Começo a aceitar o destino. Sinto que vou entrar num túnel de luz, raio, estrela e luar. Whitney me convence que Love will save the day e que eu vou para Where Do Broken Hearts Go.

Estava completamente So Emotional, chorando coração, até que, apareceu o Kevin Costner. Ele grita: Kassu? A letra K não é agora. Vamos nessa! Eu estava certo. Depois da maldição dos 27, veio a maldição do W. Se cuida Compadre Washington. Subo no seu jet-ski sem explicar que na verdade meu nome é com C. Kevin Costner me leva para Waterworld. Tento argumentar uma ida para Dança dos Lobos ou Intocáveis que seja, mas ele diz que fica para a próxima. Kevin e suas guelras me dizem para esperar a barca Rio-Niterói. Estou no meio do nada. Toca Wando no alto-falante. A TV anuncia a reprise de Guarda-Costas. Nada mudou. Volto com uma pergunta: quantas pessoas entenderam “me suja de carmim”?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: